Cuidados devem ser mantidos mesmo com pacientes que tiveram alta após a Covid-19

Segundo a médica cirurgiã vascular Fabiana Lo Presti, muitos pacientes voltam para a casa e acabam deixando os cuidados mais rigorosos de lado.


Publicado em 14 de maio de 2020


(Foto: Divulgação)


Diariamente, dezenas de pessoas em Manaus recebem alta depois de terem passado pela internação devido complicações com a Covid-19. Mesmo em casa, os cuidados devem ser continuados e a falta deles pode gerar outras complicações, como trombose secundária após alta hospitalar por conta do processo inflamatório associado às condições pró-trombóticas e os problemas de recuperação dos pulmões após a infecção aguda.


Segundo a médica cirurgiã vascular Fabiana Lo Presti, muitos pacientes voltam para a casa e acabam deixando os cuidados mais rigorosos de lado. “Isso pode ser uma armadilha para quem está se recuperando. Não é porque está fora do tratamento hospitalar que os riscos não existem mais. Por isso, é importante fazer o acompanhamento constante e uma das opções para que isso aconteça é a telemedicina, que tem mostrado um ótimo resultado para esse tipo de acompanhamento”, explicou.



Para acelerar a recuperação dos pulmões, é imprescindível o acompanhamento de um bom pneumologista, que vai ajudar o paciente a acelerar ainda mais a recuperação, com a indicação das medicações corretas.


Já as medidas preventivas para trombose nos pacientes que ficaram acamados no período de internação são orientadas pelo cirurgião vascular. “É de critério do especialista realizar exames laboratoriais para definir ou não a necessidade de manutenção de medicamentos anticoagulantes após a alta hospitalar. O que não pode acontecer de forma alguma é eliminar totalmente o acompanhamento especializado quando voltar para casa”, assegurou a especialista.


Outro cuidado é manter as medidas de prevenção, tanto para o paciente quanto para a família. Ainda não existe uma confirmação de imunidade definitiva após a contaminação, por isso os cuidados como distanciamento social e higienização das mãos devem continuar constantes.

Teleatendimento



Fabiana Lo Presti, do Instituto CardioVascular, reforçou o cuidado com seus pacientes e criou um maneira de triagem para atender seus pacientes, que é feita por telefone. Trata-se do teleatendimento e telemonitoramento.  As consultas e orientações podem ser agendadas pelo número de whatsapp 98200-0092.


Publicado nos canais:

Portal A Crítica

Portal do Holanda


8 visualizações

ICV - Instituto Cardiovascular

Av. Mário Ypiranga, 315 Ed. The Office Sl 716 . 717 . 718

Manaus | Amazonas | CEP 69029-520

  • Branca Ícone Instagram
  • White Facebook Icon

ICVMANAUS

Tel: 92 3584-1274 | 3584-5999